Minhas dicas de Roma (updated)

Atualizado em 15 de agosto de 2015: Como a minha irmã está indo pra Roma, fiz uma pesquisa pré viagem para ela e coloco aqui nesse post

Estive em Roma entre os dias 14 e 18 de setembro de 2011 e amei. É um lugar incrível pela riqueza histórica e super charmoso – o unico senão são as “hordas” de turistas andando pra cima e pra baixo que causa uma certa irritação, mas o conjunto de Roma compensa isso tudo!

Fiz um resuminho das minhas dicas:

– Como ir? Do Brasil tem vôo direto pra Roma da Alitalia e vôo para Milão da Tam

– Quando ir? De preferência evitar os meses de julho – pelo calor insuportável – e agosto – por ser férias deles, o chamado “ferragosto” (ver post do …magari blu…) e MUITA coisa estar fechada, além do calor insuportável e da invasão da turistada.

– Onde se hospedar? Acho que ficar no miolo entre a Piazza di Spagna e Piazza del Papolo (e arredores) é a melhor pedida. Ali você tem muitos restaurantes, as lojas na Via de Babuíno, Via dei Condotti e afins e é bem astral.

Dica de Hotel 4 estrelas: Hotel Piranesi (bem pertinho da Piazza del Papolo, em plena Via del Babuíno), Hotel Ohms (bem pertinho da Piazza di Spagna) e Babuino 181 (na Via Babuíno também – vi no Tablet Hotels)

Dica de Hotel 5 estrelas: Hotel de Russie (bem pertinho da Piazza del Papolo, em plena Via del Babuíno) e Hotel D’Inghilterra

– Atrações imperdíveis (na minha opinião)

Pra complementar, tem um post ótimo @…magari blu… chamado “O que não pode deixar de ser visto em Roma” que eu sugiro muito que vocês dêem uma olhada.

Guia em Roma: a guia mais “conhecida” de Roma para a paulistada é a Maria Theresa Vogelgesang. Não peguei guia em Roma e me arrependi – já ouvi falar muito bem dela. A minha irmã a contratou e depois vai me contar!

Maria Theresa Vogelgesang – email: birdsong@me.com
skype: mtbirdsong
Tel.: (0039) 339 20 68 353

Peguei os contato dela nesse post do Blog Vida Vivida

1. Fontana di Trevi (minha dica é ir à noite – lindo e menos cheio)

2. Piazza Venezia (linda) + Piazza dei Campidoglio (são beeeem pertinho uma da outra)
Obs. O Teatro Marcelo é bem pertinho, só passamos na frente e é lindo

3. Coliseu, Arco de Constantino, Colinas do Palatino, Foro Romano, etc (ver observação no fim do post sobre compra de ingresso antecipado)

4. Vaticano: dá para fazer Museu do Vaticano + Basílica de São Pedro ou só a Basílica para quem quiser fazer um jogo rápido (ver observação no fim do post sobre compra de ingresso antecipado)

5. Piazza Navona + Pantheon + arredores (tem uns restaurantes e barzinhos muito legais)

6. Villa Borghese (parque maravilhoso) + Museu Nacional de Arte Moderna (imperdível – amei a sala “Il Giardino”, as obras do Giacomo Balla, Giacometti, Modigliani, Klimt e muitos artistas italianos fantásticos

7. Piazza di Spagna e sua escadaria, sempre bombando. Mega turístico, de vez em quando chega até irritar pela muvuca, mas tem que passar por lá para conhecer, claro!

8. Piazza del Papolo (linda) + pôr do sol no Pincio

9. As principais ruas de de comércio de luxo em Roma (Via del Babuíno, Via dei Condotti, Via Fratina e Via della Croce) – mesmo pra quem não for com a vibe compras, acho que vale pelo menos conhecer, ver as pessoas, as vitrines, o badalo!

10. Trastevere, o bairro charmoso e boêmio – cheio de restaurantes e bares. Tem muitas dicas de restaurantes, pizzarias e bares no Trastevere @… magari blu…

– Uma dica unânime para conhecer é o Campo de Fiori, confesso que não achei nada demais. Então não a coloquei entre as minhas “imperdíveis”, mas não quis deixar de citar

– Onde comer?

Testados e muito recomendados:
* Ristoranti 34: Via Mario de Fiori 34 (lugar bem bregão e simples, mas comida de babar – matriciana e alla gricia tartufati)
* Fiaschetteria Belltrame: Via della Croce 39 (lugar bem pequeninho e simples, mas comida de babar tmb – matriciana e cacio e pepe!
* Zi’Umberto: Piazza della Malva 11 – Trastevere  (lugar bem pequeninho e simples, mas comida ótima – ver post sobre ele @…magari blu…)
* Traverna Trilussa: Via del Politeama 23 – Trastevere (ver post e post sobre ele @…magari blu…)

Testado e recomendado com ressalva:

* Santa Lucia: Largo di Febo 12 (essa é uma dica unânime por vários amigos (ver post), pelo …magari blu… (ver post) e até apareceu no filme da Julia Roberts (Comer, rezar e amar), mas nós não achamos nada demais. O lugar é uma graça (tem que sentar na parte externa) e talvez tenhamos tido azar – mas acho que é uma dica que tem que ser dada anyway e vale experimentar.
* Restaurante do Hotel de Russie: lá tem o Stravinskij Bar, mais descontraído, e o lindo Le Jardin de Russie – mais chique. Foi dica dos meus pais e fomos lá – o lugar é maravilhoso e vale pelo programa como um todo – chiquetérrimo, badalado, ao ar livre e serviço ótimo. Ou seja, não foi a comida mais inesquecível da viagem mas o programa valeu muito.
* Terrazza Margutta: é um champagne bar e restaurante, com um terraço super aconchegante. Lugar bacana, que valeu pelo programa como um todo!
* Cybo: pegamos essa dica @…magari blu… (ver post) e adoramos o lugar, bacana e bem astral. Mas só bebemos lá, então não sei qual é a da comida, apesar de ter nos parecido muito boa.

Recomendado e não testado:

* L’Antica Pesa (fomos lá em reserva e não conseguimos sentar, o lugar é bem bacana). No …magari blu… o Antica Pesa é citado aqui e aqui.
* La Rosetta: especializado em peixes e com estrela do Michelin (esse restô está nas dicas da Vi aqui no blog)
* Checco er Carrettiere (recebi essa dica de 2 pessoas)
* Pierluigi

algumas observações:

– em primeiro lugar, sugiro muito consultar o blog …magari blu… da Ana Maria Junqueira, que está morando em Roma, e tem dicas ótimas. As dicas de lá foram super úteis pra mim.

– Roma foi a cidade, entre as que eu passei (Capri, Positano, Milão, Firenze) onde eu comi melhor. A comida é sensacional e a impressão que me deu é que nos lugares mais simples, onde se encontra a comida mais fantástica. Fomos em restaurantes mais chiques e badalados (adoro, claro!), mas onde eu realmente delirei comendo foi nas “biboquinhas” – então tem que deixar o preconceito de lado, entrar na cantina ou trattoria e só formar a opinião depois de comer. Isso nos aconteceu em 3 restaurantes (34, Belltrame e Zi’Umberto) – entramos e pensamos: “o que estamos fazendo aqui?” até chegar os pratos e virarem restaurantes inesquecíveis

– Não deixa de ler o post “Top pratos romanos” do …magari blu…, foi graças a esse post que o Dan descobriu o novo vício dele: Cacio e pepe

– para quem tiver afim de ver as atrações turísticas de Roma tipo o Coliseu e o Museu do Vaticano, por exemplo, sugiro muito que se compre os ingressos online para se evitar as filas (gigantescas). Comprei alguns ingresss no site Tickitaly e deu tudo super certo. Para o museu do Vaticano, é direto no site deles. Outra forma de evitar as mega filas é contratando um guia credenciado ou se juntando a um guided tour.

– dica pra mulherada: sapato sem salto please; anda-se muito em Roma tanto de dia como de noite e o calçamento é um horror

– Pra quem for pra Milão e Roma e tiver afim de comprar bolsa e afins na Prada, Miu Miu, Chanel, Céline, etc – vale dizer que em Milão tem MUITO mais opção. So keep it mind!

– A Itália tem o programa de Tax Free Refund, então isso é bom de levar em consideração nas compras e pedir sempre o formulário para reembolso (para valores acima de 155 euros numa mesma loja no mesmo dia). Farei um post específico sobre o tax free refund!

– para ver todos os meus posts sobre Itália reunidos, clique aqui